segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Por Raju, o elefante que derramou lágrimas ao ser resgatado



Resultado de imagem para elefante raju


A movimentação mundial que salvou Raju:



Por Elizabeth MacGregor, ativista dos direitos dos animais:

Atuo na proteção dos animais há mais de 15 anos. Fiquei comovida ao saber da história do elefante Raju, que ficou 50 anos acorrentado na Índia. Hoje, ele está em um santuário de elefantes. Mas o futuro dele está em risco. Por isso fiz um abaixo-assinado para exigir que Raju continue livre.
A pessoa cruel que o manteve preso está tentando retomar Raju por um tribunal na Índia, e a decisão deve sair já nas próximas semanas. Clique para manter o elefante Raju em liberdade.
Eu quero que o governo da Índia mantenha Raju livre e não o entregue ao antigo dono. Esta petição também será enviada ao embaixador da Índia no Brasil, para que ele passe a mensagem de apoio dos brasileiros.
Ajude a salvar Raju! Assine e divulgue meu abaixo-assinado!
Raju ficou famoso ao derramar lágrimas em seu resgate. Ele chamou a atenção do mundo para o fato de que os animais sentem dor, medo e alegria assim como nós.
Obrigada,
Elizabeth MacGregor



O resultado:



A UNIÃO FAZ A FORÇA!


foto

domingo, 12 de outubro de 2014

Nobel da Paz 2014 _ surpresas? Nem tanto.

Vladimir Putin entrou para a lista de indicados ao Nobel da Paz (surpreso?), o ex-analista da Agência Nacional de Segurança dos EUA, Edward Snowden (esperado...), também, mas o Noel 2014, também não foi uma surpresa para mim. Convenhamos que a jovem Malala, desafiou um titã chamado Talibã e foi baleada na cabeça por membros paquistaneses no dia 9 de outubro de 2012 por defender a educação escolar das mulheres no país, o que já não foi a primeira vez, mas, não bem sucedido como desta. Admirável atitude. Muitas e muitos não fariam. E esta é mais uma prova de que para haver paz é preciso haver guerra. Seja qual for o conflito, para se estabelecer direitos é preciso luta. Allah estava com ela.
Malala chegou a ficar em coma, posteriormente se recuperou e conseguiu exílio na Inglaterra, onde continua sua militância, que não considero feminista, pois educação é um direito do ser humano, seja mulher ou não. Merecido.
 Assim sendo, a ativista paquistanesa Malala Yousafzai, 17, é a vencedora do prêmio Nobel da Paz de 2014, que foi anunciado nesta sexta-feira dia 10 de outubro, pela instituição, em Oslo, Noruega. 
Ela é a mais jovem ganhadora do prêmio em 112 anos de história. O resultado foi anunciado às 10h  (6h de Brasília). Ela dividirá o prêmio com o indiano Kailash Satyarthi, discípulo de Mahatma Gandhi, que também liderou várias formas de protestos e manifestações, todas pacíficas, focando na grave exploração das crianças para ganho financeiro. Ele também contribuiu para o desenvolvimento de importantes convenções internacionais sobre o direito da criança.