terça-feira, 23 de outubro de 2012

Salvem a nossa identidade, o índio brasileiro!

Resultado de imagem para indios kaiowa



Nosso sangue os têm, é triste e injusto que tenhamos de pedir a preservação deles como se fossem animais prestes a extinção! Que as autoridades hajam! Nazismo no Brasil, NÃO!!!

Uma reportagem no Portal Vermelho (www.portalvermelho.org.br) mostrou que 'AEsplanada dos Ministérios amanheceu com cinco mil cruzes plantadas no coração do poder. Cinco mil vidas indígenas ceifadas, simbolizando o genocídio em curso e as décadas e séculos de decretos de extermínio e mortes planejadas. Um ato desesperado pelo silencioso e contínuo genocídio do povo Kaiowá-Guarani do Mato Grosso do Sul.

O genocídio continua, mas também se consolidaram importantes alianças da causa e a esperança também avançou. A luta continua. A luta Kaiowá-Guarani ganhou importante visibilidade. Os enfrentamentos vão se dar nos diversos espaços. As cruzes fincadas no coração dos poderes certamente trarão resultados. Os povos resistentes à secular dominação são portadores de futuro e aliados de todos os marginalizados e empobrecidos deste país. Enquanto isso, as comunidades nas retomadas, nos acampamentos, nas aldeias, organizam a esperança, enfrentam os poderosos e lutam com as forças que lhes restam contra as políticas de morte e genocídio.'

Outra menção, é feita na Revista Época: 'Uma carta assinada pelos líderes indígenas da aldeia Guarani-Kaiowá, do Mato Grosso do Sul, e remetida ao Conselho Indigenista Missionário (CIMI), anuncia o suicídio coletivo de 170 homens, mulheres e crianças se a Justiça Federal mandar retirar o grupo da Fazenda Cambará, aonde estão acampados provisoriamente às margens do rio Hovy, no município de Naviraí.
Os índios pedem há vários anos a demarcação das suas terras tradicionais, hoje ocupadas por fazendeiros e guardadas por pistoleiros. O líder do PV na Câmara, deputado Sarney Filho (MA), enviou carta ao ministro da Justiça pedindo providências para evitar a tragédia.'

Precisamos nos unir para impedir este absurdo. Não são animais, são gente, gente como nós, nossos antepassados. Todo brasileiro ainda que mestiço e branco como papel, tem um índio ou um negro no sangue!!

        



sábado, 13 de outubro de 2012

Armadilhas no Acre para o combate à caça ilegal de animais

Uma estratégia está sendo usada na reserva Parauacá, para proteção dos animais. Armadilhas fotográficas foram instaladas no interior da reserva extrativista Alto Parauacá, no Acre e registraram mais de 1.500 animais.

Rosenil Dias de Oliveira, coordenadora do projeto "Caça de subsistência", na reserva extrativista Alto Parauacá, no Acre, esta semana relatou que é possível encontrar espécies diversificadas na reserva e que precisam ser protegidas. Algumas espécies estão sendo catalogadas, como o veado-vermelho, a onça-vermelha, além da anta, o tamanduá-bandeira e a onça-pintada, sendo que, estes três últimos correm risco de desaparecer da natureza, se não forem protegidos.
Atualmente, mais de 1.500 animais vivem na floresta amazônica, sendo que 908 são mamíferos de médio e grande porte de 22 diferentes espécies e algumas já estão ameaçadas de extinção. As câmeras têm infra-vermelho e à noite captam imagens perfeitas como esta de um bicho-preguiça, geralmente pendurados em árvores, movendo-se no chão.

Torçamos para que dê certo. O comércio destes animais e outros, tem que acabar, esta ilegalidade que gera a crueldade e a morte destes tesouros da fauna brasileira, tem de ser eliminado.


No período noturno, as câmeras registraram um bicho-preguiça se arrastando pelo chão (Foto: Divulgação/André Botelho)
Foto: Divulgação/André Botelho


Haja verba...

O ônibus espacial Endeavour , aposentado desde 2011 dos projetos da NASA, foi carregado pelas ruas de Los Angeles, EUA, diante da multidão que parava e congestionou o trânsito e as calçadas. Na madrugada destw sia 12 de outubro de 2012, o ônibus fez uma viagem de dois dias a 3,2 km por hora em cima de um transportador específico até o California Science Center. Milhares de americanos e turistas tiraram fotos da aeronave. A agência espacial quer dedicar-se a novas aeronaves, numa nova modalidade a partir deste ano, com o objetivo de continuar com os programas espaciais.

( Resta saber qual a finalidade destes projetos que só prejudicam o meio ambiente, alterando as condições metereológicas mundiais...e de onde virão as verbas, já que os EUA há tempos diz estar em péssimas condições financeiras...Deve ser porque os dólares, eles guardam para os armamentos que utilizam no Oriente Médio e nos conflitos socias e políticos alheios, também guardando para perder tempo com coisas irrelevantes como viajar pelo espaço tendo tanto problema aqui embaixo para eles cuidarem...Coisas dos EUA.)

Foto: crédito _ Reuters

Multidão observa o ônibus espacial Endeavour, em sua última viagem a bordo de um reboque gigante com destino a um museu. (Foto: Reuters)