sábado, 29 de setembro de 2012

A vida de desafios, perdas e vitórias da gracinha Hebe Camargo


E a gracinha da televisão brasileira, a querida, porque era mesmo, Hebe, uma artista simples e sem frescura, que tratava a todos com a alegria e humildade que a fez conhecida e chamada de 'a Rainha da televisão Brasileira': Hebe Camargo.

Hebe maria, nasceu em Taubaté, filha de Esther Magalhães Camargo e Segesfredo Monteiro Camargo. Hebe nasceu em família simples, pobre, mas sua personalidade, beleza e talento a fez, em 1940, após formar com a irmã Stella,  a dupla caipira "Rosalinda e Florisbela", tornar-se destacada e iniciar uma carreira artística, para quem não sabe, a de cantora, pois foi cantando que Hebe se apontou, como interprete de sambas e boleros em boates. Com o tempo, abandonou a sua carreira musical para se dedicar mais ao rádio e à televisão. Em 1950, no porto da cidade de Santos, Hebe esteve presente para pegar os equipamentos que  deram início a primeira rede de televisão brasileira, a Rede Tupi. 

Convidada por Assis Chateaubriand para participar da primeira transmissão ao vivo da televisão brasileira, no bairro do Sumaré, na cidade de São Paulo, já neste primeiro dia de transmissões da Rede Tupi, Hebe Camargo seria a que começaria a cantar no início da TV na Taba, o "Hino da Televisão", mas teve que faltar ao evento para acompanhar o futuro marido numa cerimônia em que ele seria promovido.

A amizade com Lolita Rodrigues começou na ocasião em que a própria Lolita veio a substituí-la neste importante evento.

Hebe, participou da vida da televisão brasileira...foram anos e anos de dedicação, programas e eventos até que em 1985, foi contratada pelo SBT, e veio a ser a "cara" da emissora, comandada por Sílvio Santos, outro amigo importante em sua vida pessoal e profissional, além de Lolita e Aírton Rodrigues, Nair Belo, Roberto Carlos, Raul Gil, Carlos Alberto Nóbrega, Agnaldo Rayol, Ratinho, Rita Lee, a quem deu o primeiro selinho, Pelé e Faustão...entre outros.

Em sua vida foi casada duas vezes. Seu primeiro matrimônio foi com o empresário Décio Capuano. Segundo namorado de Hebe, viviam juntos havia 15 anos, quando após este período decidiu casar no civil e religioso em 14/07/1964, aos 35 anos. 

Em 20 de setembro de 1965 deu à luz um menino, a quem batizou de Marcello de Camargo Capuano. A criança nasceu de parto normal, na Maternidade São Paulo, na Cidade de São Paulo, em um parto prematuro de 8 meses. 

Décio era, realmente, muito ciumento, pressionando-a a deixar a carreira o que fez por um ano. Depois de casada e conseguir ter um filho, dois ela havia perdido, no stress da jornada de trabalho,a oposição do marido a sua carreira e a crises conjugais a levaram ao divórcio em 1971. 

Morando sozinha com o filho Marcello, conheceu o empresário Lélio Ravagnani. Eles começaram a namorar e em 1973 casou-se com Lélio, que ajudou-a a criar seu filho.  
Hebe e Lélio viveram um casamento feliz por 29 anos, até a morte dele, em 2000.

Enfim, Hebe era uma mulher comum sujeita aos problemas de gente comum, com homens comuns até a que a vida lhe desse um sorriso. Viveu bem ao lado do amigo e marido Lélio, e ainda curtiu bastante a sua amada vida profissional.

Hebe deixará saudades sim...de sua alegria e juventude aos 83 anos. Uma mulher que jamais deixou de ter planos para a sua felicidade, mesmo em idade avançada.

Eu gostava da Hebe e recebi a notícia muito triste, pelo telefone, hoje, no trabalho...ontem, dia 28/09, presenteando a minha filha com seu passatempo predileto, as revistas especializadas em Caça-Palavra, eu quis levar exatamente a que tinha a Hebe, sentada em seu famoso sofá, o que ela agora há pouco, na ligação me recordou...

Mas ela viverá nas nossas lembranças e na História da TV Brasileira.

Abaixo momentos recentes da carreira de Hebe, com Anahí Portilla do RBD Original e na capa de um vinil na década de 60 e no Almoço com as Estrelas.












Nenhum comentário: